QUE DOCE!!

Oi gente! Hoje vou falar de uma gostosura italiana, que me conquistou desde a primeira mordida! O TIRAMISù! Como todos jà devem ter notado, adoro fotografar pratos de comida, ou porque sào bem apresentados, ou porque representam alguma forma de carinho ou homenagem! E vivendo aqui na Itàlia hà quase 6 anos, consegui assimilar muitas receitas especiais, “particolari”!!

 Entào, para comemorar os 4 quilos que perdi nestes ùltimos 20 dias, divido com vocès esta 8° maravilha do mundo (que estou proibida de saborear:( por enquanto!).

Receitinha fàcil: 6 ovos, 400g de biscoito, 500g de mascarpone, nescau, cafè frio adoçado, 120g de açùcar.

Bater as gemas com 60g de açùcar. Acrescentar o mascarpone e bater atè virar um creme. Reservar. Bater as claras em neve, durinhas, com 60g de açùcar. Juntar os dois cremes e misturar. Reservar.

Colocar o cafè jà frio em um prato fundo. Molhar somente um lado do biscoito, e apoià-lo com a parte molhada para cima, em uma tigela/prato/copinho. Fazer uma camada de biscoitos e uma de creme. Por cima do creme, empoeirar com o nescau. Repetir a operaçào conforme o nùmero de camadas desejadas. Pronto! Resfriar na geladeira por 3-4hrs, e servir. Receber os aplausos dos convidados!!! Sèrio mesmo!!hehe

 Tempo de preparaçào: +-20 minutinhos! Usar a batedeira.

Variaçào 1: usar bolacha maizena ou bolacha champanhe.

Variaçào 2: colocar ou nào o chocolate em pò (ou cafè em pò) por cima das camadas de creme, pois às vezes nos engasgamos ao respirà-lo!

Variaçào 3: ao invès de molhar no cafè, pode-se usar nescau com leite ou cafè com leite que ficam mais doce.

Variaçào 4: servir em porçòes individuais ou inteiras; em copinhos, em pratinhos, em vasinhos quadrados…usem a imaginaçào!

Variaçào tropical: como todo brasileiro gosta de inventar moda, algumas sugentòes sào: colocar outros ingredientes como morangos, nozes, suco de limào, chocolate branco…e transformar em uma receita tropical!

Variaçào importante: o mascarpone è um tipo de queijo italiano espalmàvel, encontrado em algumas lojas de produtos importados. Nào sei por que no Brasil poucos o fabricam! Pode-se usar a ricota sem sal no lugar do mascarpone.

Entào pessoal, me escrevam contando como foi, ok?

Mas tenho certeza que irào arrasar!!!!!!

Beijos e BUON APETITO!!

(crèdito fotos: internet)

Annunci

Sàbado de sol…um passeio na Suìça italiana!

A Suìça è dividida em regiòes, chamadas Cantones. Por nào existir a lìngua “suìça”, nestes cantones falam 3 idiomas: alemào, italiano e francès, de acordo com a regiào fronteiriça. Fui à Bellinzona no sàbado passado, esperando fugir do pouco carnaval que tem aqui na Itàlia.
Como Bellinzona è a capital do cantone Ticino, estava tendo o maior carnaval de rua! Que sorte 😦 hehehe
Dia ensolarado de inverninho gostoso, 1hr de carro, com paisagens tìpicas suìças, ou seja, montanha nevadas (sò no topo), lagos (Lugano e Locarno), campos verdes e povo educado! Atravessando a fronteira, tivemos que comprar um ticket de autorizaçào para trafegar nas autoestradas suìças.Como eles nào tem pedàgio, este adesivo (colado na parte interna do parabrisas) è o jeito para fiscalizar quem pode ou nào pode entrar nas autopistas!
Bellinzona se situa em um grande vale rodeado por montanhas e castelos. Aliàs, os 3 castelos desta cidade sào patrimonio da UNESCO desde 2000, por serem cosnideradas contruçòes de excelente qualidade e por terem partecipado de significativo perìodo na Història! Esta cidade pertenceu aos milaneses e foi tomada pelos comascos, e depois foi reconquistada pelos milaneses, e depois foi de novo dos comascos….que confusào!! Mas foi assim mesmo, por volta de 1300, com sucessivas guerras e batalhas que os 3 castelos foram contruìdos, mais como fortalezas do que habitaçào. E finalmente, no final daquele sèculo, Bellinzona passou a ser parte da Suìça. Ufa!!
Castelgrande – o primeiro a ser construìdo, pelos longobardos (povo de origem germànica).
O segundo castelo a ser contruìdo foi o Castello di Montebello. Construìdo pelos comascos, tambèm por volta de 1313, por falta de manutençào quase foi auto-destruìdo. Graças à inùmeras obras de recontruçào, hoje o Castelo tem òtima aparència, com museus nas salas internas e uma vista e um jardim esplèndidos!
Castello di Montebello
 E por ùltimo, o Castello Sasso Corbaro, construìdo em cima da maior colina da cidade, pelos milaneses:
Castelos, princesas, vestidos rodados, bobos da corte, banquetes e outras delìcias afins….mas tambèm època de guerras, mortes, doenças, casamentos combinados, e o pior de tudo: sem tomar banho!!!! Arghhh!!!hehe  
 
Perdi os Meus Fantásticos CastelosPerdi meus fantásticos castelos
Como névoa distante que se esfuma…
Quis vencer, quis lutar, quis defendê-los:
Quebrei as minhas lanças uma a uma!

Perdi minhas galeras entre os gelos
Que se afundaram sobre um mar de bruma…
– Tantos escolhos! Quem podia vê-los? –
Deitei-me ao mar e não salvei nenhuma!

Perdi a minha taça, o meu anel,
A minha cota de aço, o meu corcel,
Perdi meu elmo de ouro e pedrarias…

Sobem-me aos lábios súplicas estranhas…
Sobre o meu coração pesam montanhas…
Olho assombrada as minhas mãos vazias…

Florbela Espanca, in “A Mensageira das Violetas”

 

BIKE SHARING!

 Aqui em Milào, no ano passado implantaram o BikeSharing! Para conter a poluiçào, evitar filas e tràfego excessivo, a cidade de Milào desenvolveu o aluguel de bicicletas! Sào 1.500 unidades, que a pessoa “conveniada” pode alugar, utilizar, e devolver no ponto mais conveniente para ela. Isso foi definido como um meio de transporte pùblico, e nào um simples aluguel de bicicletas. Estes pontos de aluguèis se localizam sobretudo ao lado das paradas de bus, metro e trens, em proximidade das escolas, universidades, hospitais, centros administrativos com centenas de escritòrios e pontos turìsticos; facilitando assim, a aquisiçào da bici!

 è a opçào ideal para nào desgastar o carro, economizar na gasolina e nos estacionamentos; saibam que no centro desta cidade, os estacionamentos rotativos podem custar atè €6,00 a hora! Imaginem quem precisa ficar là por umas 3 ou 4 horas? Que roubo! Mas infelizmente è assim em todo lugar, nè? Muitos carros, poucas vagas, preços exagerados. E podemos unir o ùtil ao agradàvel, ou seja, fazer exercìcio fìsico, descobrir novos caminhos e apreciar os cenàrios encantadores e històricos de Milào! Enfim, combater o stress!

è um estilo de vida diferente deste que estamos acostumados, è questào de ver as coisas em modo diverso…eu, por exemplo, teria dificuldade a me adaptar, pois nào gosto de bagunçar o cabelo, suar com roupa toda arrumadinha, salto alto…mas como falei, è questào de mudar, tentar, experimentar. Talvez por eu nào trabalhar em Milào, nào sinto esta forte necessidade. Mas realmente, toda vez que tenho que ir à Milào, penso sempre no estressante engarrafamento, nas ruas com telecameras que, a cada infraçào, mandam a multa pelo correio, e na dificuldade para encontrar estacionamentos… e isso me faz querer pegar um trem, ou o metro! è, acho que jà estou repensando o meu ponto de vista!! ehehe (“temos a cabeça redonda para permitir os pensamentos de mudarem de direçào!” Nào sei de quem è, mas adoro esta frase!). 

 

Uma das estaçòes de bicicletas em Milào.

Como virar “sòcio”: telefonar à central, deixar o numero do cartào de crèdito (os prè-pagos nào sào aceitos) Visa ou Mastercard, e pagar uma inscriçào. Diària=€2,00, semanal=€6,00 e anual €36,00. No entanto, alèm deste valor, a cada meia hora, pagamos €0,50, por um màximo de 2hrs. Precisamos devolver a bike, fazer uma pausa de 10min, e entào podemos alugar de novo. Vale lembrar que as pessoas usam este serviço principalmente para chegar ao trabalho e voltar para o terminal.

 Mas esta iniciativa nào è mèrito exclusivo de Milào. Outras cidades italianas como Firenze e Roma tambèm jà adotaram esta estratègia.

E em paìses como Holanda e Bèlgica, è uma moda que jà virou hàbito quotidiano.

Apesar do frio, poucos desistem deste agradàvel “passeio”. Espero que no Brasil isso tambèm chegue para ficar! Basta que a populaçào respeite as normas, os horàrios, a restituiçào, e nào destrua as maquininhas onde se paga o ticket e muito menos a pròpria bicicleta! 

A classe das mulheres milaneses!

 

Isso sim è ter estilo!

 

San Valentino!

 Dia dos namorados em fevereiro? Claro! Aliàs, acho que o Brasil (e Portugal atè poucos anos atràs) è o ùnico paìs no mundo inteiro, onde o dia 14 de fevereiro cai no dia 12 de junho! (eheheh)

 Aqui està a explicaçào (fonte Wikipedia): Valentino era um bispo romano dos anos 200, que depois virou atè santo, por realizar escondido, casamentos entre os fièis da Igreja (ortodoxa e anglicana); os casamentos tinham sido proibidos pelo imperador Claudio, o Gòtico, para evitar que os jovens criassem laços de famìlia e nào partissem mais para as guerras e batalhas.

 No entanto, este santo bispo continuou realizando o desejo dos seus fièis (e ele mesmo acabou casando), atè ser descoberto, e decapitado no ano 270.

 Mas…o que os presentes e os cartòes tèm a ver com isso tudo? Quando San Valentino foi preso, as pessoas jogavam cartas com poesias, declaraçòes de amor, flores e regalos, dizendo que ainda acreditavam no amor!

 No Brasil, comemoramos no dia 12 de junho, por ser vèspera do dia 13, que em Portugal è a festa do santo casamenteiro – Sant’Antonio. Jeitinho brasileiro!

 E jà que logo logo serà o grande dia, vamos aos presentes!!

Um estudo realizado pela revista semanal VanityFair revelou os presentes mais indesejados pelos homens: celular (difìcil acertar na marca, modelo, com ou sem flip, cor…), blusa (cor, tamanho, modelo, gola, capuz, tricot…), kit vinho (muito formal), kit creme hidratante e sais de banho (realmente! Alguèm jà ouviu um homem dizendo que precisa comprar sais de banho! hehehehehe). Mas e entào, o que dar para eles? Camiseta jà virou presente/idèia de preguiçosa; perfume boa idèia; para quem tem um hobby è mais fàcil!

 Quanto à nòs, mulheres, tuudo è bem-vindo! Por aqui os presentes mais desejados este ano sào: correntinha/pulseira da Tiffany & Co:

  

Botinhas Ugg:

E vàrios outros modelos. Nào sào lindas, mas sào muito quentinhas!

Eu, particularmente, prefiro um investimento diferente: uma tarde nas termas, uma jantinha especial, um weekend de viagem surpresa…E acho que vai ser isso mesmo, um jantar num novo restaurante japones em Milano! Nem gosto! Depois conto tudo! (hehehe).

  Sei que aì no Brasil o pròximo evento è carnaval, e espero que este ano seja mais consciente e menos vulgar, pois a imagem que o Brasil tem aqui fora, nào è das melhores (e com razào: bebados, orgias, doenças).

Entào desejo à todos um FELIZ SàO VALENTINO! E muito amor!

Um brinde de chocolate quente!